Casa da Cultura inaugura Espaço Literário Lélia Gonzalez em Meriti

A Casa da Cultura da Baixada Fluminense realizou no dia 21 de março a inauguração do ‘Espaço Literário Lélia Gonzalez’. O evento marcou o Dia Internacional para Eliminação da Discriminação Racial. A idéia da organização é receber o público para leitura de livros temáticos de gênero e raça e também literatura infanto-juvenil.

- Quero parabenizar essa iniciativa da Casa da Cultura. A instituição tem se mantido ao longo desses 20 anos de existência uma referência na luta contra o racismo. Sinto-me honrado em ver um espaço literário desse porte em Meriti, aqui na Baixada Fluminense. Principalmente por levar o nome da companheira Lélia Gonzalez – exaltou o fundador da Casa da Cultura, Jorge Florêncio.

De acordo com a coordenadora do Memorial Lélia Gonzalez, professora Ana Maria Felippe, “Lélia utilizava a sala de aula para abordar assuntos que fortaleciam as pautas sociais. Ela usava a fala como possibilidade de levar a luta contra a discriminação racial. Lélia também criticava muito o sistema educacional, pois nesse sistema se ensina ciclos como o do café e da borracha, quando na verdade o que sempre existiu foi um ciclo escravista” afirmou.

Segundo a secretária municipal de Direitos Humanos e Igualdade Racial, Leila Regina, “Ao falar de igualdade racial estamos falando de praticamente toda população brasileira, principalmente em São João de Meriti, que é o 27º município negro. Aqui em Meriti, a parceria da secretaria com a Casa da Cultura tem sido fundamental para executarmos projetos que promovam a igualdade racial na cidade”, defendeu.

Para o secretário executivo do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP), Ivanir dos Santos, “Eu não podia negar minha presença nesse evento devido ao papel que São João de Meriti tem desempenhado no combate a discriminação. Eu quero parabenizar a Casa da Cultura e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Igualdade Racial por homenagear a companheira Lélia. Lembrar de Lélia Gonzalez é fundamental, pois ela foi uma intelectual negra brilhante e que colocou esse tema em pauta desde a sua época”, ressaltou.

Leia mais AQUI.

Fonte: Casa da Cultura Baixada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>