CEAP realiza sétima edição do Prêmio Camélia da Liberdade

Prêmio Camélia da Liberdade

O Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP) promove a sétima edição do Prêmio Camélia da Liberdade no dia 24 de abril, na casa de espetáculos Vivo Rio, a partir das 20h. O tema escolhido é a “Pequena África”, região formada pelos bairros da Zona Portuária do Rio de Janeiro e que, até o início do século XX, era ocupada por um grande contingente de negros libertos, escravos e remanescentes dos antigos Quilombos da Pedra do Sal. Com patrocínio da Petrobras, o CEAP reconhece e premia instituições de ensino, empresas, órgãos governamentais, veículos de comunicação e personalidades que apoiam a integração do negro na sociedade. Rede Globo, Record, Governo do Estado do Rio de Janeiro e Supremo Tribunal Federal (STF) estiveram na lista de concorrentes.Como em todos os anos, as atrações artísticas, literalmente, darão shows à parte.

O Conselho do Prêmio Camélia da Liberdade é responsável pela indicação dos vencedores, que concorrem após árduo trabalho de pesquisa em todas as categorias. O júri é formado por sete membros notáveis em seus campos de atividades: o conselheiro estratégico do CEAP, babalawo Ivanir dos Santos; a doutora em Comunicação Azoilda Loretto da Trindade; a mestre em Comunicação e Cultura pela UFRJ Angélica Basthi; o diretor executivo da Incubadora Afro-Brasileira, Giovanni Harvey; a ex-ouvidora da Fundação Petrobras de Seguridade Social, Vanda Maria de Souza Ferreira; e o procurador federal do Trabalho Wilson Prudente.

Inclusão

O babalawo Ivanir dos Santos exalta a iniciativa do CEAP que, desde sempre, busca dar mais visibilidade ao processo de inclusão social de negros e negras. “A sociedade já tem o Camélia como uma referência, e o CEAP se alegra com isso. O tema ‘Pequena África’ é de extrema importância porque está diretamente ligado à implementação da Lei 10.639/03, que institui o ensino da História da África e da Cultura Afro-Brasileira, embora isso não aconteça como deveria.”

Com relação à Lei 10.639/03, o secretário executivo do CEAP, Luiz Carlos Semog, reconhece que ainda é preciso fazer muito mais, porém afirma que é um enorme ganho para a comunidade negra ter o direito a conhecer sobre a própria história e suas origens. “Ainda existe muita resistência, mas a mobilização do Movimento Negro e de setores progressistas da Educação  para a aplicação integral da lei é contínua e nacional. Por isso, o prêmio e o tema escolhido para esta edição ganham ainda mais grandeza e importância.”

E toda a seriedade com que o CEAP trabalha para o sucesso do Camélia sempre foi reconhecida. Sendo assim, admiráveis nomes da música brasileira já se apresentaram no palco do prêmio. Nesta edição, Jorge Aragão, Nei Lopes, Altay Veloso, Juliana Diniz e os ogans Bamgbala e Tião Casemiro, além da Companhia de Dança Rubens Barbot, darão toque cultural refinado ao evento.

“Os artistas são escolhidos visando ao conteúdo do tema. A Pequena África merece muitas homenagens e reconhecimento de todo o Brasil. É um lugar que traz nossa história à tona”, declarou o babalawo.

Vencedores

Após reunião do conselho do Prêmio Camélia, no início deste mês, saíram os nomes dos contemplados. De acordo com o Ivanir dos Santos, os conselheiros encontraram dificuldades para apontar os vencedores. “A concorrência era grande, mas, após esmiuçadas análises, conseguimos chegar aos consensos”.

INSTITUIÇÃO DE ENSINO:

  • NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE RELAÇÕES RACIAIS E EDUCAÇÃO – NEPRE – UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO
  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ.
  • NÚCLEO NUER – UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

EMPRESA:

  • CHESF – CIA. HIDRO ELÉTRICA DO SÃO FRANCISCO

PODER PÚBLICO:

  • GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
  • PAB – PROGRAMA ANTONIETA DE BARRO
  • SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

VEÍCULO DE COMUNICAÇÃO:

  • Mídia Digital – INSTITUTO MÍDIA ÉTNICA
  • TV Brasil – PROGRAMA NOVA ÁFRICA
  • TV GLOBO – NOVELA LADO A LADO
  • Blog Mundo Afro – Jornal A TARDE

PERSONALIDADE:

  • PAULO RENATO PAIM
  • RUTH DE SOUZA
  • REVERENDO MARCOS AMARAL
  • VÓ MARIA

Sobre o CEAP

O CEAP é uma instituição de excelência na batalha pela afirmação da identidade negra e de busca por inclusão social e política. Os combates à desigualdade e ao racismo são algumas das bandeiras defendidas. Ações que são postas em prática por meio de programas e projetos da instituição, sendo um deles o Projeto Camélia da Liberdade, cujo objetivo é a expansão e consolidação da Lei 10.639/03 e a identificação, reconhecimento e divulgação de iniciativas que promovem as Ações Afirmativas.

Serviço:
Prêmio Camélia da Liberdade 2013

Data:
24/04/2013 (quarta-feira)

Local:
Vivo Rio
Av. Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo – Rio de Janeiro – RJ

Mais informações e credenciamento de imprensa (de 11/04/2013 a 19/04/2013):

www.ceaprj.org.br

One thought on “CEAP realiza sétima edição do Prêmio Camélia da Liberdade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*