Projetos

logo

Projeto Camélia da Liberdade – O Projeto Camélia da Liberdade, que tem como slogan “Ação Afirmativa, Atitude Positiva”, com suas ações de fomento, promoção e divulgação de iniciativas de Ações Afirmativas, pretende sensibilizar a sociedade no sentido da valorização e do respeito à diversidade racial e étnica do Brasil, assim como dar visibilidade à contribuição histórica dos afros-descendentes na formação e desenvolvimento da sociedade brasileira.

Clique AQUI e acesse o site do Prêmio Camélia da Liberdade.

Clique AQUI e acesse o site do Concurso de Redação.

Ações:
Realização do Prêmio Camélia da Liberdade ;
Realização de 5(cinco) Cursos de Formação de Professores;
Realização de 5 (cinco) Seminários Municipais ‘Caminhos para uma Educação Democrática’ – Conteúdos da Lei 10.639/03
Publicação de 6 (seis) cadernos, 1 (um) Livro, 2 (duas) Revistas e 1 (um) DVD;

Articulação de 5 (cinco) Fóruns Regionais no Estado do Rio de Janeiro;
Realização de 5 (cinco) Seminários Regionais Caminhos para a Liberdade Religiosa, no Estado do Rio de Janeiro;
Divulgação e Mobilização para VII Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa;

Projeto NUFAC - RJ - O projeto tem por objetivo a qualificação profissional inicial de jovens afro-brasileiros, entre 15 e 29 anos, nas especialidades de Produtor cultural, Assistente de projeto visual gráfico e Web designer, com carga de 200 horas aulas cada curso.
O local de implementação dos cursos será nas comunidades/favelas da Mangueira, Borel e Cidade de Deus. A escolha destas localidades deve-se ao fato de o Rio de Janeiro, na atualidade, ser considerado uma das cidades com maior população em favelas no Brasil. São 1.393.314 pessoas nas 763 favelas, ou seja, 22,03% dos 6.323.314 moradores do Rio.

Projeto Candomblé: História, Memória e Sustentabilidade – O projeto tem por objetivo realizar a capacitação direta de 50 pessoas, e promover o fortalecimento e intercâmbio das comunidades tradicionais de matrizes africanas de origem Iorubana, do Candomblé, no estado do Rio de Janeiro, contribuindo para potencializar a sustentabilidade desses espaços, a partir de projetos independentes ou financiados.
São ministradas oficinas de Capacitação em Informática Básica, em Comunicação (divulgação e mídias sociais), em Gestão de Projetos, em Legislação Institucional, e Consultoria Contábil e Incentivos Fiscais.

Projeto Ponto de Cultura JPA Afro Cultural – O projeto, desenvolvido na Praça da Merk, em Jacarepaguá, tem como objetivo articular as diferentes iniciativas socioculturais já existentes no território e, assim, contribuir para a construção e fortalecimento de redes de inclusão socioeconômicas, através da cultura.
As atividades propostas, dirigidas potencialmente para crianças e adolescentes, assumem um caráter pedagógico/informativo e de capacitação/formação. São elas: I) Oficinas e cursos: capoeira, jongo, samba de roda, danças afro-brasileiras e percussão; II) Formação/capacitação e difusão de informações: cineclube, cursos de audiovisual, fotografia e informática (web e redes sociais); III) Festas populares: Carnaval, Dia Estadual do Jongo e Dia Nacional do Samba.